Melhoramento genético contribui para sucesso da ordenha robotizada

Em Dia de Campo promovido na Granja Baggio no mês de novembro, na propriedade localizada em Guaporé (RS), produtores e profissionais do setor agropecuário conheceram os resultados colhidos após um ano da utilização da ordenha robotizada. Entre os dados, destaca-se o melhoramento genético, realizado em parceria de mais de 15 anos com a GENEX, por meio do representante João Valdai, que contribuiu para a propriedade ser referência na pecuária leiteira.

Segundo a promotora técnica de leite da GENEX, Daniela Riccó, a filosofia de melhoramento genético adotada pela Granja Baggio sempre esteve em sintonia com o que a GENEX seleciona e recomenda. “O foco sempre foi produzir fêmeas rentáveis e lucrativas. A visão sobre conformação é voltada para a longevidade, e não visando animais extremados de tipo. Saúde e equilíbrio podem ser citados como duas palavras que direcionaram, e ainda direcionam, a escolha dos touros a serem usados na propriedade”, detalha.

Daniela ressalta ainda que o tempo em que a seleção vem sendo feita com esta direção, aliado a um excelente manejo dos animais pela família, resultam no que foi visto pelos produtores. que tiveram a oportunidade de conhecer a propriedade no dia de campo: animais modernos, saudáveis, e que, nas palavras de vários dos presentes impressionam pela alta produção e pelo tamanho que tem. “Isso é eficiência de produção e eficiência alimentar”.

Os presentes também tiveram acesso à informação gráfica e numérica da evolução das fêmeas do rebanho ao longo dos últimos 15 anos. “Devido à qualidade de informações que a Granja Baggio possui, nós da GENEX pudemos utilizar uma ferramenta extremamente interessante, e que está cada vez mais atraindo a atenção de produtores no Brasil inteiro: o Sort Gate. Este programa permite estimarmos o mérito genético das fêmeas, além de mostrar a evolução do rebanho. A evolução e os números das fêmeas da Granja Baggio em índices como Mérito Líquido Vitalício (MLV$), Vida Produtiva e Taxa de Prenhes das Filhas (DPR ), por exemplo, fazem parte do sucesso e do destaque que a propriedade vem atingindo ao longo dos anos”, acrescenta.

Além destes índices já consagrados no mercado, os presentes também tiveram a oportunidade de saber mais sobre o Índice de Compatibilidade Robótica (RC$), de exclusividade dos touros da bateria GENEX, que direciona corretamente o melhoramento genético, para aqueles que já usam ou pretendem usar ordenha robotizada.

Com informações assessoria de imprensa

Produtor rural mineiro aprova os resultados do Pró-Genética

Pecuaristas mineiros que participam do Programa de Melhoria da Qualidade Genética do Rebanho Bovino (Pró-Genética), do qual a Girolando faz parte, atestam os resultados positivos dessa política pública em avaliação realizada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), por meio do Instituto de Políticas Públicas e Desenvolvimento Sustentável e da Fundação Arthur Bernardes. A avaliação foi solicitada à UFV pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

Segundo o secretário Amarildo Kalil, após mais de uma década de execução, surgiu a necessidade de mensurar os impactos do programa junto aos produtores rurais. E os resultados mostraram que o Pró-Genética vem cumprindo os objetivos propostos em 2007, quando foi implantado no estado, de melhorar, em médio a longo prazo, a produtividade dos rebanhos de leite e de corte, os desempenhos zootécnico e econômico, impactando no aumento da renda e da qualidade de vida do pecuarista, gerando empregos, fortalecendo a cadeia produtiva e melhorando a oferta destes produtos.

Resultados- A pesquisa realizada pela UFV demonstrou que o pecuarista que adquiriu um animal geneticamente melhorado por meio do programa teve um acréscimo de renda e melhoria das características produtivas do rebanho. “Isso ocorre porque os filhos destes touros melhoradores nascem mais pesados e as filhas apresentam maior produção de leite. Além do ganho na produtividade, isso reflete em ganho na comercialização, tendo em vista que o preço pago por animal aos pecuaristas que fazem parte do programa foi 19% maior. Outro dado importante apontado pela pesquisa é que a taxa de parição dos animais girou em torno de 83%, resultando em maior número de bezerros, que nasceram quase uma arroba mais pesados”, explica o Secretário Amarildo Kalil.

De acordo com os dados divulgados, cerca de 96% dos entrevistados afirmaram que o programa contribui para a compra de animais de melhor qualidade. Os produtores também relataram a satisfação com a assistência técnica oferecida pela Emater-MG, além da facilidade de acesso ao Pró-Genética.

Informações Girolando

Etapa Norte e Centro-Oeste do Circuito Megaleite acontece em Campo Grande em 2019

Mais uma etapa da Exposição Interestadual de Girolando – Circuito Megaleite 2018/2019 foi confirmada. A Etapa Norte/Centro-Oeste será no Parque de Exposições Laucídio Coelho, em Campo Grande/MS, e está agendada para o período de 04 a 14 de abril de 2019. O evento será organizado pelo Núcleo dos Criadores de Girolando do Mato Grosso do Sul e terá o a apoio da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando.

Com isso, o Circuito Megaleite 2018/2019 chega a quatro etapas confirmadas. Ele foi iniciado com a Etapa Sul/Sudeste, ocorrida de 24 a 27 de outubro, durante a Leite Show em Guaratinguetá-SP. A próxima será de 18 a 23 de fevereiro de 2019, no Parque de Exposições Fernando Costa, em Uberaba/MG. As inscrições de animais para torneio leiteiro e julgamento estão abertas até 31 de janeiro de 2019 e podem ser feitas pelo Sistema Web Girolando (www.girolando.com.br).

Estão disponíveis 400 vagas para julgamento e 20 para torneio leiteiro. A segunda edição do evento terá como novidade a participação de animais da composição racial CCG 1/4, que abrirá a programação dos julgamentos. As competições de Girolando serão realizadas entre os dias 21 e 23 de fevereiro. O torneio leiteiro acontecerá de 18 a 21 de fevereiro.

O Circuito Megaleite 2018/2019 ainda terá a Etapa Nacional, que acontecerá de 19 a 22 de junho, durante a Megaleite, em Belo Horizonte/MG. A expectativa é de que o Circuito ainda tenha uma etapa no Nordeste, em data e local a serem confirmados em breve.

Informações Girolando

Girolando promove I Workshop de Seleção Genômica em 2019

Para esclarecer dúvidas sobre o uso da genômica no processo de seleção das fazendas, a Associação Brasileira dos Criadores de Girolando realizará no início de 2019 o 1° Workshop de Seleção Genômica da Raça Girolando.

O evento está agendado para o dia 20 de fevereiro, no Parque Fernando Costa, em Uberaba-MG, e faz parte da programação da Exposição Interestadual de Girolando – Circuito Megaleite 2018/2019 – Etapa Uberaba. A entrada será gratuita e o horário e local serão informados posteriormente.

Especialistas e pesquisadores da Embrapa Gado de Leite, da Zoetis e da CRV Lagoa explicarão como funciona o Clarifide Girolando, produto lançado este ano e que permite obter informações genômicas de machos e fêmeas logo após o nascimento.

Nesta primeira fase do Clarifide Girolando, as características avaliadas são: Produção de Leite, Idade ao Primeiro Parto, Intervalo de Partos. Os resultados obtidos por meio de estudos de validação do Clarifide Girolando mostram que a aplicação da seleção genômica na raça pode fornecer ótimos resultados, principalmente para os animais jovens e com melhor precisão de previsão do que a seleção tradicional.

Informações Girolando

Chapecó recebeu profissionais da bovinocultura de leite

Em sua oitava edição, Simpósio Brasil Sul de Bovinocultura de Leite, reuniu 700 profissionais em Chapecó-SC para discutir desafios do setor.

Promovido pelo Nucleovet – Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootenistas, o 8º Simpósio Brasil Sul de Bovinocultura de Leite foi realizado de 06 a 08 de novembro, no Centro de Eventos Plínio Arlindo de Nês, em Chapecó-SC. O evento apresentou temas relevantes para o setor, como a gestão da porteira para dentro, a visão da agroindústria, desafios para alavancar o consumo interno e exportação de lácteos.

Consumo interno e exportações

A programação técnica do dia 06 de novembro apresentou o Painel “Desafios para o Crescimento Sustentável da Cadeia Produtiva do Leite”. Na palestra “Da porteira pra dentro” Mário Zoni, focou sua apresentação nos diferentes perfis do produtor. Já Marcelo Martins apresentou a “Visão da indústria – da porteira pra fora”, ressaltando a importância de, antes de focar apenas no mercado externo, ampliar o consumo interno. “Commoditie é preço, precisamos aumentar a competitividade para exportar”, resumiu.

No mesmo painel, Antônio da Luz, afirmou que o mercado internacional de lácteos é extremamente restrito. “O volume exportado no mundo é pífio em relação ao consumo. Apenas 0,3% do consumo é satisfeito com importações. O caminho do leite não é a exportação, mas o consumo interno”.

Ainda no dia 06 ocorreu a abertura oficial do evento. O prefeito Luciano Buligon, lembrou que Chapecó é o município de Santa Catarina que mais produz leite, bem como o estado é o quarto maior produtor do pais. “Este simpósio nos desafia a nos tornarmos cada vez melhores”. O Presidente do Nucleovet, Médico Veterinário Rodrigo Toledo, destacou o crescimento do público e também a evolução da feira. “O Simpósio vem se consolidando como um dos principais eventos técnicos do Brasil, nesta edição com 700 participantes”. O professor Luis Marins proferiu a palestra oficial de abertura destacando a importância da ética na vida profissional e nas empresas.

Conteúdo de impacto técnico

No segundo dia de programação do SBSBL, 07 de novembro, José Luiz Moraes Vasconcelos destacou aspectos essenciais para a reprodução, a importância de ver o sistema como um todo, observar todos os detalhes e avaliar a sequência lógica dos eventos. Thiago Bernardes apontou estratégias para minimizar perdas e potencializar a produção de leite no processo de produção de silagem. Vanderley Porfírio da Silva destacou o sistema silvopastoril na produção de leite. Vagner Miranda Portes, abordou a importância do status sanitário e prevenção da mastite na obtenção de um leite de qualidade.

“A ordenha é como uma orquestra, em que os vários componentes devem trabalhar em harmonia”, definiu o engenheiro mecânico Felipe Facchinelli. A qualidade agrega valor à atividade, afirmou a veterinária Mônica Maria Oliveira Pinho Cerqueira, em sua palestra “Legislação sobre Qualidade do Leite: Mudança, impactos e perspectivas para cadeia láctea”.

O terceiro dia do SBSBL abriu com a palestra de Rodrigo Carvalho Bicalho (Universidade Cornell/EUA) sobre Interações do sistema imune e o metabolismo da vaca de alta produção. Marlon Richard Hilário da Silva, tratou dos aspectos práticos do balanceamento de aminoácidos para vacas leiteiras. Sérgio Soriano, médico veterinário, gestor da fazenda Colorado, de Araras, SP, abordou os principais desafios na gestão de propriedades leiteiras. “Se você tem um produto inovador, ganha um ano do seu concorrente, esse é o período máximo de vantagem. Mas, se investe nas pessoas, a empresa ganha sete anos à frente de seus concorrentes. Investir em pessoas é algo que nos coloca a frente de nosso tempo, esse é o nosso principal desafio”, destacou.

Rodrigo Carvalho Bicalho encerrou a programação do 8º Simpósio Brasil Sul de Bovinocultura de Leite com palestra sobre manejo, conforto e claudicação. Conforme Bicalho, problemas de casco não tem relação nutricional. Geralmente são problemas ambientais, de excesso de desgaste do casco, ou por casqueamento ou concreto das instalações. “A estratégia da vaca é comer rápido, deitar e ruminar. A vaca foi feita anatomicamente para ficar deitada e sua biomecânica explica todas as doenças de casco. Colocou a vaca em concreto, ela começa a ter problemas de casco”, afirmou.

Crescimento da cadeia apresenta desafios

A produção de leite está em franco crescimento na região Sul. Nos últimos dez anos, Santa Catarina aumentou um crescimento de 82% na produção. O Brasil avançou 32%.

Diante desse cenário, Airton Vanderlinde, Médico Veterinário e o Presidente da Comissão Científica do Simpósio Brasil Sul de Bovinocultura de Leite, destaca a importância do evento. Conforme ele, os temas foram voltados às demandas do setor, foram muito bem recebidos pelo público. “Apresentamos palestras sobre as demandas da porteira para dentro, principalmente voltados à gestão e à qualidade do leite, bem como a visão da indústria, as possibilidades de exportação e a necessidade de ampliar o mercado interno”.

Nas apresentações mais técnicas, Vanderlinde destaca a escolha de temas aplicáveis e com impacto na produção leiteira. “O objetivo do Nucleovet é promover capacitação continuada para que essas informações cheguem ao produtor, contribuindo para o desenvolvimento de toda a cadeia produtiva do leite”.

Vanderlinde ainda projeta o próximo evento, em 2019. “A expectativa é fazer ainda melhor e consolidar esse evento como referência na área de bovinocultura de leite”, finalizou.

Programa Gestor Leite cresce 112% em número de clientes

A CRV Lagoa iniciou em fevereiro deste ano, uma nova fase do Gestor Leite, programa de melhoramento genético para bovinos leiteiros.

O programa passou a ser oferecido gratuitamente para os clientes da Central. Os produtores que utilizam pelo menos 50% do potencial de doses de sêmen do rebanho com a genética CRV Lagoa passaram a contar com o pacote de serviços do Gestor Leite, potencializando o resultado da fazenda e do rebanho.

A partir do lançamento do novo formato, a taxa de conversão foi excepcional, com um aumento de 112% em número de clientes e mais de 21.700 doses comercializadas, comprovando a superioridade da CRV Lagoa como a conselheira confiável do leite.

Um bom exemplo são os resultados obtidos pelo produtor Armando Rabbers, da Fazenda Arm Genética, de Castro (PR), que utiliza o programa desde o início de 2014. Com o pacote, a propriedade consegue fazer um diagnóstico das melhores fêmeas do plantel. Além disso, é possível selecionar os animais com suas características individuais, como quais são as que têm o melhor índice de produção de leite, classificação geral, pernas, úbere, entre outros.

“Quando quero escolher novos touros para serem usados, faço primeiro o acasalamento através do Gestor Leite para então concretizar a compra. Dessa forma, identificamos o melhor touro para ser utilizado. No caso das fêmeas, as que têm índice mais baixo são usadas como receptoras”, explica.

Ele ainda lembra que, através do programa e com o auxílio dos técnicos, foi possível identificar uma novilha que tinha potencial para ser doadora para a produção de touros e que hoje conta com dois filhos na bateria da CRV Lagoa.

Com informações assessoria de imprensa

Girolando no Pantanal é apresentado no Dia de Campo da Fundação Bradesco

Foi realizado no dia 31 de outubro a primeira edição do Dia de Campo da Fundação Bradesco, realizado na Escola Bodoquena, no Mato Grosso do Sul.

O sucesso da criação da raça Girolando em pleno Pantanal sul-mato-grossense foi apresentado a pecuaristas e estudantes de diversas regiões durante o evento.

Contou com palestra do técnico da Girolando Dagmar Rezende que explanou sobre a raça e o sistema de criação da propriedade que desde 1987 cria Girolando.

O Pantanal é uma região com condições climáticas bem desafiadoras para a pecuária e de altas temperaturas, mas a rusticidade do Girolando vem permitindo à Fundação Bradesco manter uma boa produção de leite, como, por exemplo, uma vaca 5/8 que alcançou uma lactação controlada de 8.800 quilos em 365 dias”, diz Dagmar Rezende, que fez os primeiros registros de animais da propriedade em 2003.

O rebanho registrado atual é de 300 animais. Segundo o técnico, a fazenda investe em tecnologias de reprodução, como a inseminação artificial com sêmen de touros provados e embriões, para multiplicar o plantel. Durante o Dia de Campo, foi feita uma mostra de animais Girolando com apresentação conduzida pelo técnico Dagmar. A mostra foi antecedida por visitas às áreas destinadas ao desenvolvimento de projetos do Curso Técnico em Agropecuária que a Fundação Bradesco mantém no local. Por ano, eles formam 40 profissionais.

A Associação Brasileira dos Criadores de Girolando foi representada pela diretora Auroral Real. “Foi um dia diferente, de muito aprendizado, conhecendo um trabalho de desenvolvimento do ser humano e da pecuária leiteira com a raça Girolando produzindo leite a pasto em uma realidade diferenciada. Este é o Brasil que queremos e precisamos”, disse Aurora. O presidente do Núcleo de Girolando do MS, Marcelo Real, também participou do evento, assim como estudantes de Ciências Agrárias da Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul.

Informações Girolando

Vacas e novilhas Gir Leiteiro são casqueadas em Jardim

Foi realizado no dia 6 de outubro casqueamento em exemplares da raça Gir Leiteiro na Fazenda Cabeceira do Prata (Jardim-MS). O procedimento, realizado em exemplares que vão entrar na reprodução, foi realizado pelo médico veterinário Francisco Dias Paivão Neto.

A criação de gado Gir Leiteiro na Fazenda Cabeceira do Prata começou em 2010 com a aquisição de animais provenientes do plantel Gir Villefort que tem como base genética dos principais criatórios do país como a Fazenda Calciolândia, Fazenda Brasília, Estância Jasdan e Fazenda Poções.

Em janeiro de 2011 foi realizada a 1ª Fertilização In Vitro – FIV, procedimento que continua nos dias atuais, com a intenção de transmitir aos seus descendentes qualidade genética.

Mais informações: www.fazendacabeceiradoprata.com.br

Importância da pecuária leiteira é apresentada às crianças no RS

Terminou no dia 21 de outubro a 76ª Expofeira de Alegrete, no interior do Rio Grande do Sul. Durante o evento as crianças tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre a pecuária leiteira através do projeto “Somos Leite”, idealizado pela associada da Girolando, Roberta Quinteto Rigol.

Estudantes de sete escolas municipais, estaduais e da APAE conheceram o setor através de atividades lúdicas.

Eles receberam diversas informações sobre os benefícios do leite para a saúde e sobre a raça Girolando, incluindo material explicativo impresso.

A intenção é realizar o projeto em outros eventos em 2019, como a Expointer, que é a maior exposição de animais e maquinas da América Latina. Outras entidades que apoiaram o “Somos do Leite” foram a Girolando, o Núcleo Gaúcho de Criadores de Gir Leiteiro e Girolando e a Comissão Jovem do Sindicato Rural de Alegrete.

Com informações Girolando

Empresa de MG oferece linha específica para higienização de ordenhadeiras

Considerada uma das atividades rurais mais importantes no país, a produção de leite brasileira tem ganhado destaque mundial nos últimos anos.

Sabendo da importância do setor para a economia brasileira e com o objetivo de reduzir o custo de produção e facilitar a limpeza, a Start desenvolveu uma linha exclusiva de produtos para a higienização dos equipamentos, ordenhas e tanques de refrigeração de leite.

“No intervalo entre as ordenhas, microrganismos podem se desenvolver nas superfícies de equipamentos que entrarão em contato com o leite e, caso não sejam adequadamente sanitizados, podem comprometer a qualidade do alimento. Evitar a proliferação dessas bactérias é o primeiro passo para assegurar uma boa produção leiteira”, afirma Fábio Pergher, presidente da empresa.

Além da higienização dos equipamentos, a limpeza adequada dos tetos também é fundamental para evitar infecções mamárias e garantir a retirada de leite com qualidade. “Há uma linha específica à base de iodo para a sanitização dos tetos, evitando a proliferação de bactérias como Salmonella Cholereasuis, Escherichia coli e Staphylococcus Aureus, que asseguram desinfecção da área e garantem a qualidade do leite”, finaliza Pergher.

Com informações assessoria de imprensa

Showtec 2019 será lançada em Campo Grande

Acontece na próxima sexta-feira (28), em Campo Grande (MS), o lançamento oficial da Showtec 2019. O evento será realizado na sede da Famasul a partir das 09h00.

Serão apresentadas as novidades da feira, que é considerada uma das maiores do segmento de agricultura e pecuária do Brasil.

O evento está marcado para os dias 16, 17 e 18 de janeiro do próximo ano, em Maracaju (MS) e conta com mais de 100 expositores, mostras de tecnologias, maquinários agrícolas, painéis e espaços para realização de negócios.

A programação completa e outras informações poderão ser conferidas no site http://www.portalshowtec.com.br/.

Genômica em propriedades leiteiras é tema de palestra em MS

Aconteceu no dia 19 de setembro, na Casa do Produtor de Leite, no Parque de Exposições de Campo Grande/MS, palestra sobre a importância da genômica no melhoramento genético das propriedades leiteiras.

O assistente técnico Genética Leite da Zoetis, Diego Santos, falou sobre os avanços da genômica e como funciona o Clarifide Girolando, tecnologia desenvolvida em parceria com a Girolando, Embrapa e CRV Lagoa. A diretora da Girolando Aurora Real e o técnico Dagmar Rezende participaram do evento.

Entre as características avaliadas pelo Clarifide Girolando estão: Produção de Leite, Idade ao Primeiro Parto, Intervalo de Partos e outras características auxiliares, como doenças genéticas e proteínas do leite.

Os resultados obtidos por meio de estudos de validação do Clarifide Girolando mostram que a aplicação da seleção genômica na raça Girolando pode fornecer ótimos resultados, principalmente para os animais jovens e com melhor precisão de previsão do que a seleção tradicional.

Informações Girolando

Vem aí Leilão Seleção Basa – Gir Leiteiro altamente Produtivo

Acontece no dia 27 de setembro, à partir das 21 horas, o Leilão “Seleção Basa – Gir Leiteiro altamente Produtivo” promovido pelas Fazendas do Basa.

Serão ofertados animais selecionados, filhas e netas de grandes doadoras Gir Leiteiro do cenário Nacional e com uma novidade, todos os animais vendido estarão genotipados.

O leilão integra a programação da Exposição Nacional do Gir Leiteiro 2018 que será realizada em Uberaba (MG).

A transmissão será do Canal Terraviva.

Mais Informações:atendimento@fazendasdobasa.com.br | (32) 3441.6001

Produção de leite com sustentabilidade é tema de Dia de Campo

Acontece no dia 18 de setembro, na sede da Embrapa Trigo, em Passo Fundo (RS), o 4º Dia de Campo Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF).

O evento, promovido pela Embrapa, Emater/RS-Ascar, Sebrae e Rede ILPF, irá abordar a produção de leite com sustentabilidade econômica, social e ambiental.

Participantes poderão visitar as estações
– Solos: compactação e espécies de cobertura
– Conservação de forragem
– Custos de alimentação
– Planejamento forrageiro

Participe!

Informações: www.embrapa.br/trigo e 54-3316-5800.

Lançado sumário genômico de vacas Gir Leiteiro

A Embrapa Gado de Leite e a Associação Brasileira de Criadores de Gir Leiteiro (ABCGIL) lançaram no dia 23 de agosto, durante a ExpoGenética 2018, o primeiro sumário de fêmeas jovens e adultas da raça Gir Leiteiro.

O pesquisador da Embrapa Gado de Leite, João Claudio Panetto, informa que o sumário traz a primeira avaliação genômica de fêmeas jovens, que ainda não entraram na fase produtiva. “A avaliação genômica fornece informações mais precisas para o gerenciamento reprodutivo do rebanho”, afirma Panetto.

Segundo o presidente da ABCGIL, Joaquim José da Costa Noronha, a implantação da seleção genômica é um marco no melhoramento genético do Gir Leiteiro. “Desde 1985, quando foi criado o Programa Nacional de Melhoramento do Gir Leiteiro, não se observava tamanha motivação entre criadores e técnicos em prol da evolução da raça”, afirma Noronha. No último ano, a ABCGIL e a Embrapa Gado de Leite concentraram esforços nos trabalhos de organização e operacionalização para coleta de material biológico para as ações de avaliação genômica.

O objetivo desses esforços é aumentar o banco de dados de genótipos para melhorar a robustez da equação genômica da raça. “O empenho dos criadores em impulsionar a confecção da ferramenta Genômica fez com que presenciássemos um movimento sem precedentes na pecuária brasileira: a coleta e a genotipagem de amostras de mais de 4.500 animais de 67 criatórios espalhados por todo o País em um curto espaço de tempo, financiado exclusivamente pelos criadores”, relata Noronha.

Para o chefe-geral da Embrapa Gado de Leite, Paulo do Carmo Martins, “o sumário é uma importante fonte de informação para os criadores e produtores interessados na seleção dos melhores animais para os seus rebanhos”. Martins explica que a genômica (já utilizada no Sumário de Touros de 2018) permite maior confiabilidade das estimativas, especialmente no caso dos animais jovens. O chefe-geral da Embrapa Gado de Leite completa: “Estamos orgulhosos de apresentar um trabalho que é um claro exemplo de sucesso de parceria público-privada num momento de grande escassez de recursos”.

Informações Embrapa Gado de Leite