Aprenda como calcular o custo da produção de leite

A Embrapa Gado de Leite já deu diversas dicas de como cuidar dos animais, como fazer o manejo de pastagens corretamente para o rebanho e também quais cuidados devem ser tomadas na hora de ordenhar as vacas. Agora, a instituição ensina como calcular o custo da produção de leite, o que facilitar bastante a vida do produtor na hora de colocar no mercado a sua produção. Confira!

A análise de custos compreende um conjunto de procedimentos administrativos que quantifica e registra, de forma sistemática e contínua, a utilização de fatores de produção e o resultado do processo produtivo. O conhecimento do custo de produção possibilita corrigir distorções, favorecendo a sobrevivência do sistema de produção de leite em um mercado cada vez mais competitivo e exigente.

Para o cálculo do custo de produção, três métodos ou abordagens de custo então entre os mais utilizados: Custo Operacional Efetivo (COE), Custo Operacional Total (COT) e Custo Total (CT).

  • Custo Operacional Efetivo (COE): Agrupa itens de despesas do tipo “custos variáveis” para os quais ocorre, efetivamente, desembolso ou dispêndio em dinheiro. Os itens componentes desse custo são: mão de obra, alimentação, sanidade, reprodução, ordenha, impostos, transporte e despesas diversas (que envolvem gastos como: brincos para animais, material para escritório, encargos financeiros, contador, energia elétrica, horas de máquinas, contribuição rural, entre outros).
  • Custo Operacional Total (COT): Refere-se à soma do COE com o valor das depreciações de benfeitorias e construções, máquinas, implementos e animais de reprodução e trabalho. Também inclui a remuneração do produtor e a mão de obra familiar. Considera-se como remuneração da mão de obra familiar, o valor pelo qual o sistema pagaria por mão de obra contratada, caso não houvesse a familiar.
  • Custo Total (CT): Nesse cálculo, dividem-se os custos variáveis dos custos fixos. Os custos variáveis são aqueles que deixam de existir se o processo de produção for interrompido. Incluem toda a mão de obra e remuneração do capital de giro. Os custos fixos são aqueles que não variam com a quantidade produzida e sua renovação acontece em longo prazo e incluem a remuneração do capital fixo. O custo total é a soma do COT e da remuneração do capital imobilizado.

 

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked