Boas práticas de Ordenha é um dos temas de palestra em MG

Pesquisadores do Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT), que pertence à Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG), encerraram o Projeto Qualidade nos Campos reunindo cerca de 130 produtores de leite da região de Campos das Vertentes para o lançamento da cartilha sobre Boas Práticas de Ordenha. As reuniões aconteceram separadamente nos meses de março, maio e junho nos municípios de Prados, Piedade do Rio Grande, Conceição da Barra de Minas, Lagoa Dourada e São João Del Rei, onde o projeto foi executado.

Durante os encontros, os pesquisadores apresentaram os resultados do projeto e ministraram palestras sobre doenças transmitidas pelo leite cru, Boas Práticas de Ordenha e o custo da qualidade. O projeto indicou que, entre as propriedades que aplicaram as boas práticas após orientação dos pesquisadores, todas apresentaram melhoria na qualidade do produto. Com a cartilha, os produtores vão dispor de informações sobre composição do leite, saúde do rebanho, local de ordenha, higiene do ordenhador, higienização de equipamentos e utensílios, qualidade da água, entre outras.

O projeto Qualidade nos Campos, financiado pelo CNPq e Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), teve duração de dois anos e, nesse período, os pesquisadores realizaram visitas a dez produtores rurais dos municípios de Lagoa Dourada, São João Del Rei, Resende Costa, Prados, Coronel Xavier Chaves, Tiradentes, Conceição da Barra de Minas, Piedade do Rio Grande, Barroso e Carandaí. As propriedades foram identificadas através de parceria com a Emater-MG. Para o diagnóstico da produção, foram realizadas coletas de leite e água, e em superfícies, como latões e baldes usados na ordenha, durante duas estações do ano – seca e chuva.

Após análise do material coletado e treinamento técnico junto a cada produtor rural, os pesquisadores realizaram novas coletas nas duas estações para verificar os resultados obtidos. “Observamos grandes melhorias de qualidade entre as propriedades que aplicaram as boas práticas de ordenha, sobretudo no que diz respeito à higiene no processo, impedindo a contaminação do leite”, ressalta a pesquisadora da EPAMIG/ILCT, Gisela de Magalhães Machado.

Informações Portal do Agronegócio 

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked