Raça Girolando na Feileite 2011

Uma das feiras que encerra o calendário de competições de Girolando em 2011, a Feileite deve contar com uma participação expressiva da raça este ano.

As inscrições para o preenchimento das 400 vagas disponíveis para julgamento e torneio leiteiro serão abertas no dia 26 de setembro.

De acordo com o superintendente Técnico da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, Leandro Paiva, o prazo vai até o dia 21 de outubro, porém, caso as vagas sejam preenchidas antes dessa data, as inscrições serão encerradas.

O valor da inscrição para julgamento é de R$ 40,00. Serão disponibilizadas 370 vagas.

O julgamento acontecerá nos dias 1 e 2 de novembro durante todo o dia e será comandado pelo jurado Limírio Cezar Bizinotto.

Para o Torneio Leiteiro, o custo será de R$ 500,00 e há 30 vagas disponíveis.

As disputas do Torneio começam às 14h do dia 31 de outubro e vão até às 14h do dia 3 de novembro. Será a primeira vez que a raça terá torneio leiteiro na Feileite.

A exposição ocorrerá de 31 de outubro a 4 de novembro, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo (SP).

Informações Associação Brasileira dos Criadores de Girolando

 

Foto: site oficial da Feileite

Vaca móvel é realidade em MS

Carros furgão com laboratórios instalados percorrem regiões rurais dando assistência e atendimento ao produtores rurais do Mato Grosso do Sul. Isso agora é uma realidade graças ao Vaca Móvel – Laboratório Móvel de Qualidade do Leite, criado pelo Instituto Biosistêmico, em parceria com o Programa Sebratec de Consultoria Tecnológica e também da Clínica do Leite, mantida pela Esalq/USP.

Essa notícia foi veiculada na edição de setembro do Jornal Folha do Fazendeiro.

De acordo com o texto “o Vaca Móvel possibilita a realização de análises de qualidade e composição nutricional do leite em tempo real, contendo as características físico-químicas, temperatura, acidez, densidade e os elementos que podem alterar a qualidade do leite”.

Vencedores da II Exposição Regional de Feira de Santana

Entre os dias 5 a 9 de setembro, a cidade de Feira de Santana, na Bahia, sediou a 2º Exposição Regional do Gir Leiteiro, na qual 15 animais inscritos participaram do Concurso Leiteiro e 135 animais foram inscrito para a Pista de Julgamento.

A campeã do Concurso Leiteiro foi Franquia TE JOA do expositor Perivaldo M. de Vasconcelos, com média de 46,713 Kg, totalizando 140,140 Kg de leite. Franquia TE JOA, também foi a Grande Campeã em Pista.

O Grande Campeão foi ASTERIX FIV MORENA do Expositor Morena Agropec. Ltda e o Reservado Grande Campeão foi  DIVINO DE BRASILIA do Expositor Contabrás Agropec. Ltda.

Com informações ABCGIL

Importância do manejo de vacas após a lactação

O Jornal diário, Correio do Estado, impresso e veiculado no Estado de Mato Grosso do Sul, publicou no dia 3 de setembro, no caderno Rural, a matéria “É preciso cuidar do manejo de vacas após a lactação”, na qual fala, por exemplo, sobre a importância do período seco, ou seja, o período de descanso necessário entre uma lactação e outra.

Veja abaixo trecho da reportagem:

“O manejo de vacas secas foi um dos temas do Curso de Capacitação Continuada de Técnicos da Cadeia Produtiva do Leite, realizada no mês de agosto, no auditório Acicave, em  Campo Verde (MG)… O curso abordou medidas como alimentação à base de pastagem de qualidade nesse período de descanso, além de local adequado que ofereça sombra no verão e eventual suplementação alimentar no inverno…”

Professor da UNESP concede entrevista à Revista da ABCZ

A edição nº 63 da Revista ABCZ traz uma entrevista com José Fernando Garcia, professor da UNESP de Araçatuba (SP), na qual fala dos estudos no melhoramento genético de bovinos, quais as melhores ferramentas de seleção que o criador pode utilizar e os caminhos que a seleção genômica pode abrir para a pecuária zebuína, entre outros assuntos.

Veja abaixo um trecho da reportagem:

ABCZ – Enquanto os estudos com genoma zebuíno ainda estão em andamento, quais as melhores ferramentas de seleção que o criador pode utilizar?
JFG – A análise de combinação das Diferenças Esperadas na Progênie e suas acurácias, determinadas por programas de melhoramento genético. Comprando-se touros ou sêmen com base nesses parâmetros, está se dando um grande e necessário passo para a seleção dos melhores animais e promovendo o melhoramento sistêmico dos rebanhos”.

Confira a reportagem na íntegra na Revista da ABCZ – Associação Brasileira dos Criadores de Zebuínos!

Embrapa Gado de Leite poderá liderar rede do Macroprograma 1

O Comitê Gestor da Programação (CGP) da Embrapa emitiu parecer favorável à proposta da Unidade de constituir uma rede brasileira para análise de riscos químicos em alimentos. Esta é a primeira vez que a Embrapa Gado de Leite tem uma carta consulta aprovada no Macroprograma 1 (MP1), que contempla projetos enfocando grandes desafios nacionais em pesquisa.

A proposta foi formulada pelo pesquisador Leônidas Passos Paixão e pelo analista Marcelo Bonnet. Segundo Leônidas, o parecer favorável do CGP representa o reconhecimento da competência da Unidade para liderar uma grande rede de pesquisa.  A expectativa é dar maior segurança à população a respeito dos alimentos consumidos nacionalmente ou exportados pelo país.

Como é característica dos projetos do MP1, a proposta se alinha a um grande desafio, que é defender internacionalmente a qualidade dos produtos da principal atividade econômica brasileira: o agronegócio. Um setor responsável por 37% dos empregos, 42% das exportações e 1/3 do PIB nacional.

A rede é ambiciosa e pretende focar toda a produção agrícola do país. Para isto contará, a princípio, com 29 instituições parceiras (16 unidades da Embrapa, seis ministérios, duas universidades além da Fundação Getúlio Vargas, Fiocruz, Inmetro, Confederação Nacional de Agricultura e Associação Brasileira da Indústria de Alimentos).

Segundo o parecer do CGP, o assunto é abrangente e pode tomar a dimensão de uma rede de pesquisa promissora. O documento conclui: “A carta-consulta poderá contribuir de forma inovadora para o avanço do conhecimento científico e tecnológico do país, permitindo promover o acesso a alimentos mais seguros”.

Para que a proposição presente na carta-consulta torne-se efetivamente um projeto do MP1, ela deverá passar por mais duas instâncias: a elaboração da pré-proposta e a proposta finalizada. A Embrapa Gado de Leite irá realizar workshops envolvendo as diversas instituições parceiras para fundamentar o trabalho. Segundo Leônidas, se tudo correr bem, em menos de dois anos a Embrapa Gado de Leite se tornará a referência nacional para análise de riscos químicos na produção agroindustrial brasileira.

Mais informações no site: www.cnpgl.embrapa.br

Lançado Movimento Sou Agro

Foi lançado recentemente em São Paulo, por entidades e empresas ligadas ao agronegócio, o projeto Movimento Sou Agro, que prevê uma ofensiva publicitária “sem precedentes“, de acordo com texto publicado no Jornal Valor Econômico.

O objetivo do projeto é desmistificar o setor e criar um vínculo  emocional entre os públicos urbano e rural.

Quem está a frente do projeto como articulador é o ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues. “Lancei esta ideia há quase 20 anos, mas as empresas nunca se interessaram em financiá-la. Houve um amadurecimento. É  a primeira vez que todos os segmentos da cadeia se articulam em uma campanha única”, diz.

Sindicato Rural de Campo Grande promove Ciclo de Palestras

Acontece no dia 5 de agosto, no Sindicato Rural de Campo Grande (MS), o Ciclo de Palestras – Manejo de Pastagens, no qual serão discutido assuntos como Alternativas para Recuperação de Pastagens, Situação atual da Pecuária de Corte,  Linhas de Financiamento, entre outras.

O Pesquisador da Embrapa – CNPGC, Armindo Neivo Kichel, será o responsável em ministrar a palestra Alternativas para Recuperação de Pastagens. “Antes de realizar o manejo de pastagem propriamente dito, deve-se adotar um bom manejo de formação das mesmas. A grande maioria dos pecuaristas não adotam esta técnica, deixando as pastagens produzir semente para depois utilizar”.

Ele afirma també que, “não se deve realizar o manejo de formação das pastagens quando elas são implantadas tardiamente, também denominadas de pastagem de safrinha, onde a maioria das forrageiras tropicais perenes, nesta época, não produzem sementes e as mesmas deverão ser utilizadas de meados de outono até o final do inverno”.

Participe!

Veja abaixo a programação:

08h30 – Abertura
09h00 – Alternativas para recuperação de pastagens, com Armindo Kichel – Pesquisador da Embrapa CNPCG
11H00 – Situação atual da pecuária de corte, com Shopus Consultoria e Assessoria LTDA
11H40 – Linhas de Financiamento, com representantes do Banco do Brasil
12h30 – Almoço
14h00 – Exposição do técnico da Mosaic sobre os produtos destinados a pastagem
14h30 – Exposição do técnico da Safrasul sobre sementes de pastagens
15h20 – Análise de Custo das Operações e Insumos Necessários à Reforma
16h20 – Discussão com os participantes.

Para participar é necessário confirmar presença até o dia 25 de julho, por telefone (67) 3341-2151 ou por e-mail:  srcgr.comercial@terra.com.br

Cuidados com o Gado de Leite durante a época de seca

O caderno Rural & Negócios do Jornal Correio do Estado de Mato de Mato Grosso do Sul, publicou ontem (18) uma reportagem sobre Nutrição. Com o título “Gado de Leite exige, també, cuidados especiais na seca”, o texto traz informações repassadas por Luiz Gustavo Pereira, pesquisador da área de Nutrição de Ruminantes, da Embrapa Gado de Leite.

Veja abaixo um trecho:

“Primeiro é necessário fazer um levantamento de quantos animais terão de ser alimentados no período seco. A partir dessa informação, o produtor terá condições de estabelecer quanto de alimento precisará ser produzido ou adquirido para alimentar esses animais… Para a produção de leite no período de seca, o pesquisador afirma que a cana é uma das principais opções para a suplementação volumosa,misturada com ureia, mas o produtor pode também optar pela silagem de milho e sorgo, além do feno… é importante que o produtor escolha a cultura que seja mais viável produzir nas suas condições e que o custo também seja menor…

Laboratório do Iagro conquista Selo de Qualidade PAQLF 2011

O Laboratório de Análises de Solos e Corretivos Agrícolas da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro MS) ficou em 6º lugar no Programa de Análise de Qualidade de Laboratório de Fertilidade (PAQLF), evento que contou com a participação de 120 laboratórios em nível nacional no ano passado.

O Certificado de Excelência garantiu ao Laboratório da Iagro o “Selo de Qualidade PAQLF 2011″, que é assinado pela Embrapa Solos – provedora do PAQLF – que acresceu ainda a “classificação A” para o laboratório sul-mato-grossense.

Segundo o comunicado, o índice de eficiência do Laboratório avançou de 91,36% no exercício 2009 para 97,72% no exercício 2010. Em carta enviada ao Gestor do Laboratório de Solos da Iagro, Alcides David, o Coordenador do PAQLF da Embrapa Solos, Marcelo Saldanha, destacou: “… Tal Certificado é o coroamento do excelente trabalho executado pela equipe de seu laboratório durante o ano de 2010, e também o reconhecimento, por parte da Embrapa, do alto nível analítico alcançado durante o último exercício interlaboratorial…”.

Já o próprio Certificado destaca: Este laboratório atendeu com excelência aos critérios de qualidade de análise de solos, por ter efetuado com confiabilidade as determinações constantes do manual de Métodos de Análise de Solos da Embrapa durante o ano de 2010, estando apto a usar o SELO DE QUALIDADE PAQLF 2011.

 

Foto: Site Iagro MS

Confinamento de gado está previsto para ter aumento de 30%

A seção Produtos e Mercados da edição de junho da Revista Globo Rural publicou uma matéria sobre o crescimento do confinamento de gado.

De acordo com o texto, a Associação Nacional dos Confinadores (Assocon) projeta um crescimento de 31% no volume de gado confinado neste ano no Brasil, em relação ao ano passado. Mas apesar do número ser expressivo, o gado confinado não será suficiente para atender à demanda dos frigoríficos.

Veja a reportagem na íntegra na Revista Globo Rural!

Revista ABCZ entrevista Roberto Rodrigues

A edição bimestral (maio/junho) da Revista da ABCZ – Associação Brasileira dos Criadores de Zebu, traz uma reportagem especial com Roberto Rodrigues, que está à frente do movimento Brasil Agro para promover a imagem do produtor nos centros urbanos.Ele já atuou como ministro da Agricultura, coordena os departamentos de Agro da Fundação Getúlio Vargas e da FIESP.

Veja abaixo alguns trechos da entrevista:

ABCZ: Como mudar a imagem, levar aos grandes centros urbanos, que acabam tendo mais representatividade, a consciência do papel do produtor rural?

Roberto Rodrigues: Nós estamos iniciando agora um programa de comunicação para extamente mostrar à sociedade brasileira o que está por trás destas questões…Minha tese é a seguinte: numa democracia, as políticas públicas em geral são definidas em função daquilo que é do interesse maior da nação e da sociedade como um todo. O que aconteceu com a agricultura brasileira? Nós ficamos séculos marginalizados do processo cultural brasileiro….Somo o setor mais importante econômica e socialmente do país, mas não temos a mesma importância política porque a imagem que estão construindo nesse tempo todo é negativa…

Veja a reportagem na íntegra na Revista da ABCZ!

ABCGIL divulga lista de jurados escolhidos para Megaleite

A votação para escolha dos três jurados que vão julgar a Megaleite este ano, foi encerrada no dia 10 de junho.  Ao todo participaram da seleção 81 associados/expositores votantes, sendo escolhido por maioria dos votos os seguintes jurados:André Rabelo Fernandes, Euclides Prata Santos Neto e Lilian Mara Borges Jacinto.

O convite foi feito aos três jurados escolhidos, que aceitaram prontamente.

A Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro – ABCGIL, atendendo solicitações de vários associados, já comunicou aos escolhidos  que o julgamento, conforme determina o regulamento do colégio de jurados da ABCZ, deverá ser realizado sem comunicação entre eles.

Informações ABCGIL

Saúde e sustentabilidade atraem empresas estrangeiras

Reuniram-se pela primeira vez no Brasil, durante o mês de maio, integrantes da Global Dairy Platform (GDP), instituição que tem como um de seus objetivos promover o leite em escala global, o que trouxe os membros das empresas para o país foi o grande potencial do setor.

Em entrevista para o Jornal Valor, o diretor-executivo da GDP, Donald Moore, explica que o objetivo da empresa é promover o leite em escala global e discutir questões de longo prazo para que possam influenciar a demanda pelo produto. Entre as ações da organização está a divulgação das qualidades nutricionais do leite, dar uma visão mais equilibrada sobre a gordura do leite – muitas vezes considerada a vilã do produto – e tratar a sustentabilidade na produção do segmento.

Além da América Latina, a GDP também busca ampliar presença na Ásia, por causa do crescimento de consumo de lácteos. Já no Brasil, o atrativo é o potencial de avanço da produção devido aos recursos naturais, clima e competitividade das empresas do setor.

Com informações Jornal Valor Econômico

Sustentabilidade no agronegócio é tema de palestra em CG

A sustentabilidade no agronegócio será tema de palestra nesta sexta-feira, às 19 horas, no auditório do Crea/MS (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de MS), em Campo Grande.

No encontro, estarão em discussão pontos como dimensão social, econômica, ambiental e cultural. Além disso serão abordadas questões como o agribussiness global, os desafios do agronegócio brasileiro, a implantação de modelos de agricultura e pecuária sustentáveis, logística para transporte e escoamento da produção, bem como a potencialidade produtiva brasileira.

O ministrante será o engenheiro agrônomo Márcio Portocarrero, que ocupa a executiva da Abrapa (Associação Brasileira dos Produtores de Algodão).

A entrada para o evento será uma lata de leite em pó ou dois quilos de alimento não perecível. As inscrições devem ser feitas no site www.creams.org.br.

Informações CG News