Interleite 2013: Como ter eficiência na alimentação de vacas leiteiras

A alimentação animal é sem dúvida o insumo de maior custo da atividade leiteira, portanto, o gerenciamento eficiente deste fator produtivo é fundamental para lucratividade. Contudo, há vários outros influenciadores do desempenho e da eficiência da produção de leite, os quais serão abordados detalhadamente por Renato Palma Nogueira, Consultor em Nutrição, em sua palestra no Interleite Sul 2013, que será realizado em Passo Fundo, interior do Rio Grande do Sul.

Segundo Nogueira, é preciso medir tudo, desde a capacidade de consumo dos animais, a qualidade da silagem, a produção de leite, até a qualidade do leite – teor de gordura e sólidos totais – para gastar bem. Por meio das medidas, é possível um melhor gerenciamento de todo o sistema e, portanto, ter um maior controle sobre os gastos e seus retornos e principalmente sobre a eficiência, afirma ele.

Além disso, ele ressalta também a importância de buscar a máxima resposta da alimentação, visando atingir precisão na nutrição e eficiência alimentar – máxima resposta com o menor custo alimentar possível. Assim, Nogueira pretende discutir os valores de referência deste índice considerados bons e os resultados que requerem observação e reavaliação.

O manejo também será um dos temas abordados pelo palestrante o qual chama a atenção para diversos aspectos como conforto animal, qualidade da água, rotina de manejo, deslocamento dos animais e tempo dedicado a cada atividade, entre outros. Segundo Nogueira, o manejo requer bastante atenção, “pois ele representa 80% do resultado”. Neste contexto, ele inclui também os manejos sanitário e reprodutivo do rebanho.

Serviço

A interleite Sul acontede nos dias 07 e 08 de agosto, em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul.

Mais informações: www.interleite.com.br/sul/

 

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked