Leilões de gir leiteiro e girolando se destacam na Expoinel

As raças gir leiteiro e girolando participaram da rodada de negócios da 42ª Exposição Internacional do Nelore (Expoinel). No sábado, dia 21, a Fazenda Terras de Kubera e convidados ofertaram 34 lotes das duas raças e alcançaram um faturamento de R$ 732 mil, com média geral de R$ 21 mil.

Entre os animais gir leiteiro, o destaque foi o único touro da oferta, Fargo TE Kubera, que teve 50% da propriedade vendidos por R$ 183 mil. O grupo de criadores venezuelanos da Agropecuária Bulbras se tornou sócio da Alta Genetics, que já era dona da metade do animal. As vendas dos animais girolando também superaram expectativas.

 

Também no sábado, a raça nelore abriu a participação na Expoinel com o 10º Leilão Alianças. Nelore Apan, VRJO, Nelore Gibertoni e RM Nelore, junto com os convidados, ofertaram ao mercado lotes de prenhezes, além de quatro bezerras e novilhas ofertadas pelos promotores. O lote de destaque foi uma prenhez da Hematita da HRO com Zero TE J. Galera, ofertada pela HRO Empreendimentos e Nelore Sondas. Antônio Paulo Abate arrematou o lote por R$ 98 mil. A décima edição do remate movimentou R$ 918 mil, com média de R$ 34,64 mil. Os promotores comemoram o crescimento de 92,05% no faturamento e 77,65% na média, em relação ao remate anterior.

 

No domingo, dia 22, uma oferta especial e inédita foi promovida por Tonico Carvalho. O Leilão de Matrizes Brumado e convidados vendeu apenas Nelore POI (Puro de Origem Importado). São linhagens fechadas de cruzamentos feitos entre animais importados em 1962. A venda de 41 lotes rendeu R$ 714 mil, com média de R$ 17,414 mil, 77% maior em relação ao leilão do ano passado.

 

A noite um time de peso de tradicionais criadores da raça Nelore promoveram a 13ª edição do Leilão Qualidade Futurity. Uma prenhez da Rani com Bitelo da SS, ofertada pela Fazenda Mata Velha e Terramata Agropecuária, foi a recordista de preço da noite. O lote foi arrematado por R$ 100 mil por um condomínio formado pelos criadores Eduardo Biagi, Ronan Eustáquio da Silva, José Carlos Prata Cunha e Gustavo Barros. O leilão apresentou crescimento de quase 97% no faturamento da edição anterior, movimentando R$ 986 mil e crescimento de 13,78% na média, que alcançou R$ 29 mil.

 

 

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked