Manejo correto pode reduzir perda de bezerros por diarreia

A diarreia é considerada uma das principais causas de perdas de bezerros na pecuária. Isso acontece devido à desidratação causada pela doença, por aumentar a frequência e a quantidade de excrementos que o animal elimina. A doença merece a atenção do pecuarista, uma vez que pequenos detalhes podem culminar em grandes prejuízos econômicos e sanitários ao rebanho.

Visando reduzir as perdas causadas pela diarreia, a UCBVET, empresa farmacêutica veterinária, oferece ao mercado o Cursotrat, um antimicrobiano de amplo espectro à base de prata coloidal, indicado para o controle e tratamento da doença.

“Apesar de ser um medicamento que pode ser aplicado em todas as fases do animal, o Cursotrat é indicado para os casos de diarreias em bezerros, pois possui uma forma exclusiva, que proporciona maior eficiência e resposta terapêutica rápida, reduzindo significativamente os prejuízos causados pela doença”, explica o médico veterinário e gerente de produtos de animais de produção da UCBVET, Marcos Antônio Ferreira.

Segundo o veterinário, nas primeiras semanas de vida, os bezerros necessitam de mais cuidados e proteção, diante da sua elevada susceptibilidade às infecções. Por este fato, a prevenção e o tratamento rápido são de extrema importância.

Em todo o sistema de criação, a preocupação com a higiene e medidas profiláticas são cruciais. Condições em que a sanidade seja prejudicada, como alta densidade de animais, convívio de animais de diferentes idades, umidade excessiva e presença de contaminantes são fatores que favorecem a presença e proliferação de microrganismos patogênicos e devem ser levados em consideração para o controle desta doença”, destaca Ferreira.

O medicamento da UCBVET, que pode ser aplicado via endovenosa ou intramuscular, circula rapidamente pelo organismo do animal até alcançar as bactérias no intestino, eliminando os agentes causadores da doença. “Diferentemente dos outros medicamentos do mercado, o Cursotrat não seleciona as células resistentes para o combate da doença. Ele exerce uma potente ação oxidativa sobre as toxinas bacterianas, provocando a redução total das substâncias prejudiciais à saúde do animal”, ressalta o gerente.

“A utilização do medicamento em conjunto com o correto manejo do animal, como a higiene do ambiente e a reposição de líquidos, combate não apenas o combate o problema, mas também garante maior resistência orgânica ao bezerro”, finaliza.

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.