Pecuária Leiteira é beneficiada pelas pesquisas da Embrapa

Há 35 anos, quando a Embrapa Gado de Leite foi criada, o objetivo das ciências agrárias no Brasil era apresentar respostas para as questões cotidianas dos produtores.

A pesquisa aplicada, com a solução imediata dos problemas do meio rural, dominava as ações dos pesquisadores”, diz o chefe adjunto da Administração da Embrapa Gado de Leite, Antônio Vander. Hoje, a pesquisa aplicada continua tendo um papel importante nas ciências agrárias, mas a pesquisa básica, que busca expandir a fronteira do conhecimento, ocupa um espaço proeminente no cotidiano de uma instituição como Embrapa. “Diferente do passado, quando apresentávamos respostas práticas para os problemas, agora, além de propor novas soluções mais eficazes, buscamos até mesmo nos antecipar ao problema”, explica Duarte Vilela, chefe geral da instituição.

Esta nova postura tem feito com que as pesquisas se distanciem dos campos experimentais e ocorram cada vez mais na bancada dos laboratórios. É o que acontece, por exemplo, com os estudos de reprodução animal.

Na última década as técnicas de Fecundação In Vitro (FIV), clonagem e transgenia tiveram um salto significativo e se apresentaram como uma importante ferramenta para o melhoramento genético dos rebanhos. O Centro Nacional de Recursos Genéticos da Embrapa (Cenargen) é um dos grandes atores dessa evolução. Há seis anos, uma equipe de pesquisadores do Cenargen foi responsável pelo primeiro clone produzido no Brasil, a bezerra Vitória.

Atualmente existem no país cerca de 100 animais clonados. O país é também o que mais utiliza o método de FIV para reprodução de bovinos no mundo, respondendo por mais de 80% dos procedimentos.

Mais informações no site oficial da Embrapa Gado de Leite: http://www.cnpgl.embrapa.br/

Informações: Embrapa Gado de Leite

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked