Produtores do Amazonas apostam no Girolando

O técnico credenciado da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando no Amazonas, Emílio Afonso, faz um relato de como a raça Girolando vem transformando a pecuária amazonense.

“A pecuária leiteira vem se aprimorando racionalmente no Amazonas, com o uso de maior lotação de animais por hectare e com a adoção das técnicas difundidas pelo Programa Balde Cheio. Esse investimento em tecnologia vem elevando a produtividade dos rebanhos, gerando mais renda para os produtores, o que incentiva a entrada de novos pecuaristas no setor.

Um exemplo está no município de Presidente Figueiredo, localizado a cerca de 80 km de Manaus. Na região, surgiu há três anos uma microbacia leiteira que conta com um laticínio preparado para processar até 50 mil kg de leite dia. A base da produção leiteira é a raça Girolando, formada por animais importados de Minas Gerais por criadores amazonenses. Manicore é outro município que já conta com um laticínio com capacidade para até 100 mil Kg dia, sendo hoje mais uma microbacia em formação no Amazonas. Até cinco anos atrás, o único tipo de leite disponível para o consumidor era o em pó.

A predominância nos pastos era do gado de corte, como em Apui, no Sul do Amazonas. Hoje, a cidade está investindo na pecuária leiteira. Nos arredores de Manaus nos últimos três anos instalaram-se três plantas de laticínios. Para o próximo ano a pecuária leiteira deve se consolidar em mais três municípios, como Parintins, a Terra dos Bumbas Garantido e Caprichoso. Visitei a cidade recentemente e vi a empolgação do povo. Muitos participaram da Megaleite este ano e visitaram propriedades leiteiras funcionais e estão muito animados em investir na raça Girolando.

Enfim, em um Estado onde 80% da área das propriedades rurais estão impedidas de serem utilizadas por conta de Lei Ambiental, o povo vem correndo atrás de opções para ficar no negócio e viram no leite uma boa oportunidade. Os produtores estão cada vez mais animados.”

Informações Girolando

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked