Saiba como evitar resíduos de antibióticos no leite

A Embrapa Gado de Leite, com o intuito de orientar os produtores leiteiros sobre os as boas práticas na produção, preparou um material que responde as principais dúvidas sobre como evitar a presença de resíduos de antibióticos no leite. Confira:

Resíduos de antibióticos no leite devem ser evitados porque provocam problemas de saúde em indivíduos sensíveis e prejuízos na industrialização do leite. Sempre que se administra algum tipo de produto químico às vacas em lactação, é necessário saber se o produto é eliminado no leite e por quanto tempo.

Os principais cuidados para evitar resíduos de antibióticos no leite, são:

  • Seguir rigorosamente as indicações da bula do medicamento.
  • Não misturar o leite de um animal tratado com o leite do rebanho.
  • Não comercializar o leite durante o período de eliminação do antibiótico (período de carência) e só usar produtos que apresentem essa informação.
  • Não aumentar a dosagem recomendada na bula, porque isso altera o prazo de carência recomendado.
  • Evitar o uso de mais de um antibiótico no mesmo tratamento, pois isso pode aumentar o período de eliminação de resíduos no leite.
  • Não usar preparações de antibióticos recomendados para o período seco, em vacas de lactação.
  • Identificar as vacas que estão em tratamento e/ou em período de carência, utilizando corda no pescoço, na pata, marcação com bastão colorido no lombo, etc.
  • Registrar em caderno, planilhas, etc., os casos de mastite clínica, para manter o histórico e auxiliar na escolha do tratamento.

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked